Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia!

Contadores...

Assinar Feed Assinantes

Seguir no Twitter Seguidores

Artigos publicados Artigos

Comentários recebidos Comentários

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

A maldição do Porsche de James Dean...

Em 30 de setembro de 1955, James Dean, o "Golden Boy", como era chamado, morreu aos 24 anos em um acidente automobilístico a bordo de seu Porsche 550, no auge de sua carreira. Mesmo após mais de 50 anos depois de sua partida, James Dean até hoje leva as mulheres ao delírio, astro de filmes famosos como "Reb...eldes sem Causa" e ídolo de toda uma geração.

O Porsche 550 de James Dean tratava-se de um dos carros esportivos mais conhecidos da história, com motor de 4 cilindros e 1500 cilindradas, com 100 cavalos de potência.Os fãs se negam a acreditar no desaparecimento do ídolo e dizem que ainda está vivo, mas teria ficado desfigurado depois do acidente.

O que de fato aconteceu após o acidente foram incidentes estranhos com os donos das peças que restaram do carro de Dean. Mortes, acidentes raros e, o mais absurdo de tudo, o Porsche 550, apelidado por Dean de "Little Bastard", simplesmente desapareceu.

Dean iria participar de uma competição e queria ter uma idéia de como o carro se comportaria na hora de enfrentar seu primeiro desafio na estrada. Mas seus amigos já o haviam advertido sobre o perigo que iria correr ao dirigir uma máquina de grande potência.

Acompanhado por um amigo, Dean bateu em um Ford Custom Tudor modelo 1950, que vinha na direção oposta. O acompanhante de Dean quebrou uma perna e sofreu contusões múltiplas e cortes por todo corpo, mas o astro morreu a caminho do hospital. O motorista do outro carro pouco se machucou e declarou que não viu o carro de Dean se aproximando de frente.

Mas a tragédia não acabou com a morte de Dean.Ao redor dos restos desse Porsche tem ocorrido uma série de histórias que sempre levam a mesma questão.

A companhia de seguros vendeu o que restou do carro; foi então que começaram as sucessivas tragédias: George Barkuis, o motorista que dirigia o caminhão que foi buscar o carro "destroçado", morreu quando o Porsche caiu sobre ele no mesmo lugar do acidente.

Um especialista em carros para Hollywood chamado George Barris comprou o carro por US$ 2 500. Quando o carro chegou à garagem de Barris, ele deslizou e caiu sobre um dos mecânicos que o descarregavam, quebrando suas pernas. Com muito medo, Barris começou a separar as partes do carro que poderiam ser revendidas, o que não seria difícil. Barris afirmou que nunca teve boas sensações perto do 550, pelo contrário, mas acreditava que eram apenas superstições.

Mas suas suspeitas se confirmaram em outubro de 1956, quando a pessoa que havia comprado o motor do carro de Dean (Troy Mc Henry, um médico de Beverly Hills) morreu ao usá-lo pela primeira vez em seu carro. Logo depois, outro de seus clientes - William Eschrid, que comprou o câmbio do veículo - bateu o carro violentamente, mesmo assim sobreviveu e contou que seu automóvel simplesmente travou bruscamente sem explicação.

As rodas foram vendidas a um jovem que uma semana depois se envolveu em um acidente devido a um defeito nas rodas que pertenceu ao Porsche de Dean. Em uma corrida internacional, um menino tentou roubar o volante do Porsche de Barris (que antes foi de Dean) e cortou o braço.
Tentando se livrar da má sorte do carro, Barris emprestou para a polícia da Califórnia o que restava da carroceria do 550, para utilizá-la como exemplo da imprudência no trânsito. Antes que as autoridades o levassem, a garagem onde estava guardado pegou fogo e misteriosamente o Porsche de Dean se salvou, ao contrário do resto dos carros estacionados no local que ficaram completamente destruídos com as chamas.

No dia em que o carro foi colocado em uma exposição em Sacramento, caiu do estande e machucou um adolescente. Quando o carro foi transportado para uma exposição próximo da cidade de Salinas, o caminhão patinou na pista e bateu. O motorista morreu.

Em 1958, Barris emprestou a carroceria do Porsche 550 para ser exposta em uma amostra sobre segurança veicular em Miami, Flórida. Quando o carro foi colocado em cima do caminhão para ser levado a Los Angeles desapareceu misteriosamente. Nunca chegou ao seu destino. Até hoje o paradeiro do "Little Bastard" é desconhecido por completo.

A sorte do acompanhante de Dean também não foi a melhor. Em 1981, Wuetherich morreu em um acidente automobilístico na Alemanha, quando dirigia um Honda.

Texto de
Diego Vieira
Administração Imagens Históricas
 
Fotografia realizada poucas horas antes de sua morte
 
 

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

ManHands...

Um homem que estava cansado dos "aromas femininos" decidiu criar sua própria linha de sabonetes. Cerveja, dinheiro, bacon, luva de beisebol e até mesmo sujeira foram algumas das "fragrâncias escolhidas por Adam Anderson, o inventor norte-americano de 27 anos. As informações são do site Daily Mail.
Após perceber que todos os sabonetes têm componentes como lavanda e baunilha, Anderson resolveu misturar cacau, óleo de palma e glicerina, a fim de criar aromas "másculos". "Tudo começou há alguns meses, quando fui lavar as mãos e percebi que todos os sabonetes perfumados que tínhamos em casa eram 'femininos'", disse. "Eu pensei comigo mesmo: 'esses não são os aromas que as mãos de um homem devem ter'. Algo precisava ser feito e foi assim que a ManHands ganhou vida", completou.
Anderson ainda contou que nunca havia feito sabonetes antes, mas que, depois de algumas semanas de pesquisa, já havia produzido o primeiro lote, com 12 diferentes aromas, diretamente de sua cozinha. "Eu sentei e pensei sobre o que foram alguns dos cheiros favoritos do mundo. Coisas como bacon, grama recém-cortada e até mesmo pipoca com manteiga", contou.
A novidade, que custa £ 4,40 libras (cerca de R$ 12), já ganhou adeptos, inclusive do sexo feminino. "Embora a marca se chame ManHands (mãos de homem, em tradução livre), os sabonetes não são feitos apenas para eles. Muitas mulheres curtem exatamente os mesmos aromas", explicou o inventor.
 
 
 

Para refletir...

Recebi esta mensagem de um amigo muito especial e resolvi compartilhar com todos rs... Excelente dia ;)
 
 
“Oi, minha princesa mais linda do mundo.
 
Estava te observando… Você anda tão triste, tão caída, tão machucada. Você tem distribuído sorrisos só para esconder as lágrimas, você pode enganar as pessoas que estão ao seu redor, mas eu conheço seu coraçãozinho. Eu tenho visto cada noite em que você se deita e chora se sente sozinha, acha que ninguém te ama você tem vontade de ter um lar mais unido.
 
Eu tenho visto os seus amores não correspondidos, o quanto tem te machucado isso minha pequena… Não se preocupe, o seu príncipe está guardado. Lembra-se de quando você entregou sua vida em minhas mãos? Então… Eu já tomei conta dos seus problemas sem soluções, eu já preparei o seu escolhido...
 
É aquele mesmo que você tem deitado na cama e sonhado com ele, aquele que vai te ajudar, te levantar quando você cair, aquele que vai acordar do seu lado, olhando nos seus olhos e dizer que te ama. Eu vejo você tentando melhorar a cada dia.
 
Antes mesmo de você nascer eu te escolhi, escrevi uma história linda para você, com um final feliz, aquele perfeito.
 
O seu lugar aqui nos céus do meu lado está guardado meu anjinho. Quando você se sentir sozinha olhe para os céus, para as estrelas, para a lua, para o dia lindo que surgiu e lembre-se que eu estou do seu lado mesmo você não me vendo, e que eu te amo incondicionalmente.
 
  Lembra-se das suas promessas? Elas vão se cumprir, você vai ser um exemplo de vida. Só me promete que sempre vai me deixar ser dono do seu coração, ser a primeira opção na sua vida sempre, que tudo que eu planejei para sua vida vai se cumprir perfeitamente.” - Deus