Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia!

Contadores...

Assinar Feed Assinantes

Seguir no Twitter Seguidores

Artigos publicados Artigos

Comentários recebidos Comentários

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Mamães adotivas famosas :)

Durante as gravações de "Branca de Neve e o Caçador" (2011), Charlize Theron foi fotografada segurando um bebê. Na época, a criança foi identificada como sendo filha de uma amiga. Porém, em fevereiro deste ano, um representante da atriz confirmou que o neném era filho de Charlize. "Ela é a mãe orgulhosa de um menino saudável chamado Jackson", contou ao site "Pop Sugar".

Astrid Fontenelle tinha um sonho: ser mãe. Em outubro de 2008, o desejo se tornou realidade com a adoção de Gabriel, na época, de apenas dois meses. "Gabriel é meu filho! Querido, desejado, sonhado e amado! Agora sim eu tenho uma família, que para sempre, incondicionalmente, eu vou amar", escreveu em uma rede social.

Adotar é um dom e Elba Ramalho acredita nisso! A cantora é mãe de duas "Marias": a Clara, adotada em 2002, e a Esperança, adotada em 2007.

Em junho de 2009, Glória Maria adotou duas meninas que conheceu em Salvador, Bahia, durante uma visita à Organização de Auxílio Fraterno. Hoje, Maria e Laura tem 4 e 3 anos, respectivamente.

Drica Moraes adotou Mateus em 2009. A atriz, que passou por um transplante de medula óssea, para combater um câncer no fim do ano passado, revelou que já pensa em adotar uma segunda criança. É isso aí, Drica!

Um é pouco, dois é bom e três é melhor ainda! Pelo menos para a Angelina Jolie, que adotou Maddox Chivan, do Camboja, em 2002; Zahara Marley, da Etiópia, em 2005; e Pax Thien, do Vietnã, em 2007.

Após passar dez anos tentando adotar uma criança nos Estados Unidos, Meg Ryan só conseguiu realizar seu sonho na China, quando adotou a fofíssima Daisy. "Estou convencida de que nada foi casual(...) Queria muito um filho! Estava em busca de me unir a alguém, e Daisy e eu nos encontramos(...) Tinha colocado o nome de Charlotte, mas não combinava com ela, pois ela é uma margarida (Daisy, em inglês). Tem o rostinho mais alegre, bonito e honesto que já vi", disse à revista "Redbook".

Em 2009, Kristin Davis, a Charlotte de "Sex and the City", apresentou à revista "Hola" Gemma Rose, o novo xodó da mamãe solteira de 46 anos. "Já pensava nisso havia bastante tempo(...) É um grande salto", contou.

Nicole Kidman foi casada com Tom Cruise de 1990 a 2001. Durante a união, a atriz decidiu que adotar seria a melhor opção para ela, que já havia sofrido dois abortos espontâneos. Isabella Jane e Connor Anthony vieram trazer alegria à mamãe que, em seu segundo casamento, conseguiu dar à luz Sunday Rose.

Em 2010, Sandra Bullock vivia uma de suas melhores fases da carreira. O seu casamento, porém, foi por água abaixo após ela ter descoberto a traição do marido Jesse James. Solteira, a atriz, que já estava com o processo de adoção do pequeno Louis Bardo em aberto, decidiu não cancelar o pedido. Em segredo, ela enfrentou todas as etapas da adoção e conseguiu a guarda do bebê, nascido em Nova Orleans.

Katherine Heigl e o marido Josh Kelley estavam ansiosos com a chegada de Naleigh, bebê que haviam adotado na Corea. "Nos enviaram uma foto e disseram que era uma menina", contou a atriz. O processo de adoção foi finalizado em 2009, poucos meses após o casal recorrer ao pedido. Katherine revelou que, por causa da menina ser portadora de uma deficiência (não revelada), as pessoas que estavam cuidando do caso queriam enviá-la para os Estados Unidos o mais rápido possível.
 
A lei da República do Malawi, apesar de não ser escrita, é clara: pessoas só podem adotar crinças se residirem no país. A cantora Madonna, porém, recorreu duas vezes a Suprema Corte do local para conseguir adotar os pequenos David Banda Mwale e Chifundo Mercy James. O primeiro caso foi o mais complicado, já que muitos cidadãos da cidade eram contra a adoção, mesmo o bebê sendo de uma família humilde, que não conseguia pagar o tratamento médico da menina, que sofria de malária e tuberculose. A cantora, entretanto, não desistiu em nenhum momento e conseguiu a aprovação do governo.

Em 1993, Michelle Pfeiffer tinha 35 anos quando resolveu adotar um criança. Apesar de receber alguns olhares tortos, por ser mãe solteira, a atriz não teve medo dos julgamentos e sustentou Claudia Rose sozinha. Um exemplo de coragem!