Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia!

Contadores...

Assinar Feed Assinantes

Seguir no Twitter Seguidores

Artigos publicados Artigos

Comentários recebidos Comentários

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Vergonhas alheias de 2010!!!

O ano da vergonha alheia

A expressão entrou na moda não faz muito tempo. Mas não chega a ser uma novidade. Quem nunca sentiu vergonha alheia em sua vida, que atire a primeira pedra.
Exemplos não faltaram ao longo de 2010, basta olhar para trás um pouco e sentir novamente aquele frio na barriga e embrulho no estômago que ocorreu, por exemplo, quando o respeitado âncora Boris Casoy foi pego destilando comentários preconceituosos contra garis.
Ás vezes, dá vergonha alheia ver como famosos se envolvem em casos de polícia. Que o digam Dado Dollabela, que já foi condenado na Justiça por agredir a ex-namorada Luana Piovani e não parou mais de se meter em escândalos.
Mas, em termos de vergonha alheia, é difícil ganhar do goleiro trapalhão Khalid Askri. De tanto tomar frangos para seu time, o Rabt, saiu correndo durante uma partida, abandonou o estádio e deixou os companheiros na mão.


Goleiro se atrapalha em partida

Nas oitavas de final da Taça do Marrocos, entre Mahgreb Fes e FAR Rabat, um lance curioso chamou a atenção do mundo inteiro.

Durante a decisão dos pênaltis, o goleiro do Rabat, Khalid Askri, defendeu parcialmente uma cobrança do time adversário e, empolgado com a defesa, correu pra vibrar com a torcida. O que ele não previu foi que a bola continuaria na mesma trajetória e acabaria entrando no gol.

A decisão já estava nas cobranças alternadas e esse descuido do goleiro custou a vaga da equipe nas quartas de final da Taça do Marrocos.

Semanas depois, o erro se repetiu. Após se atrapalhar com uma bola recuada pelo zagueiro, o goleiro Khalid Askri tomou o gol, saiu correndo, tirou a camisa e abandonou o time no meio do jogo. Realmente, o goleiro marroquino não está com sorte.


Ator viveu ano turbulento

Depois de ser condenado a dois anos e nove meses de prisão, em regime aberto, por agredir fisicamente a atriz Luana Piovani, em 2008, numa boate do Rio, o ator Dado Dolabella se envolveu em sucessivos escândalos.

Em setembro de 2009, ele se casou com a publicitária Viviane Sarahyba, que estava grávida, porém o casamento durou pouco.
Viviane entrou com o processo de separação conjugal na 1° Vara de Família do Rio de Janeiro, em agosto, e alegou que era constantemente agredida fisicamente por Dado, durante o tempo em que esteve casada.

Eles estavam casados há onze meses, desde que Dado saiu vencedor do reality show 'A Fazenda', da TV Record.

Além dos escândalos por agressão, em setembro deste ano, o ator foi detido com 3,5 gramas de maconha. A droga foi encontrada no carro de Dado, em um recipiente de vitamina C dentro da tampa do tanque de combustível. O ator foi indiciado como usuário e o caso foi encaminhado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim).


A novela de LiLo

Rica e famosa, a atriz Lindsay Lohan foi presa mais de uma vez pelo mesmo motivo. Após ser reprovada em um exame antidroga, em setembro, perdeu o direito à liberdade condicional.

Por essa, Lindsay Lohan não esperava. Ela acreditava que pudesse pagar a fiança, ser liberada e aguardar a próxima audiência em liberdade. A sentença de 30 dias foi proferida pela juíza Elden Fox, da corte de Beverly Hills, que nem quis ouvir os argumentos de Lindsay.

A atriz não passou no exame antidrogas, em que se constatou o uso de cocaína e anfetamina. No Twitter, Lindsay admitiu o uso das substâncias proibidas e disse estar “doente”.

Presa pela segunda vez em sua carreira - a atriz já teve que ficar 13 dias em cana, antes de ter sido encaminhada a uma clinica de reabilitação. Providência que parece não ter adiantado muito.


O prêmio da vergonha

O prêmio Multishow 2010, realizado em agosto, tornou-se palco de inúmeros foras. As falhas na organização do evento estiveram entre os principais temas criticados pela mídia.

Algumas premiações absurdas fizeram o público refletir se realmente aqueles vencedores se destacaram na música brasileira deste ano. Vale lembrar que o Multishow usa como critério a opinião do público e de fãs-clubes, que muitas vezes votam movidos pela paixão.

Os apresentadores Bruno Mazzeo e Fernanda Torres também não ficaram atrás. Fernanda chamou ao palco artistas que ganhariam em categorias que nem haviam sido anunciadas. Além de ignorar a presença do saxofonista da cantora Ivete Sangalo, que recebeu o prêmio por ela, no palco.

Já Bruno Mazzeo anunciou Claudia Leitte e Victor & Léo, sem que os artistas estivem prontos para se apresentar.

O prêmio, que deveria ser um dos melhores na categoria, deixou a desejar e foi motivo de piada em todo país.

A falta que a autoestima faz

A apresentadora do programa Essência, da AllTV, Glaucia Zeferino, é uma forte candidata ao troféu Youtube Vergonha Alheia 2010.

Em seu programa disparou a cantar, de forma desafinada, a música Autoestima. A letra bastante original foi motivo de piada no Brasil inteiro e ganhou destaque na rede como um dos assuntos mais comentados e criticados pela mídia. O vídeo inclusive ganhou a primeira posição do quadro Top Five do programa CQC, da Band.

Segundo sua biografia, Glaucia é formada em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco, mas pelo que parece seu grande sonho era ser cantora. Ainda bem que não deu certo.

Traição: o caso de um campeão

O golfista Tiger Woods, considerado o melhor da atualidade, sempre foi um exemplo de conduta familiar, até o dia em que um hidrante e uma árvore foram atingidos pelo carro do jogador.

Este acidente, até hoje não esclarecido, abriu a porta para que sua intimidade fosse revelada pela mídia. A ocorrência teria sido na verdade uma briga, entre ele e a mulher, Elin Nordegren, por ciúmes devidos às várias traições de Tiger.

Logo, novos segredos do golfista foram revelados: inúmeras amantes e relações com prostitutas de luxo. Tiger acabou confessando suas traições publicamente. Pediu desculpas à família e aos seus fãs. Depois disso, o atleta saiu do circuito profissional por tempo indeterminado e teve a maioria de seus contratos publicitários cancelados.

Depois de alguns meses afastado, o atleta voltou a jogar, mas perdeu, em novembro, o primeiro lugar do ranking mundial para o britânico Lee Westwood.

O exagero no SBT

O patrão do SBT, Silvio Santos, tem exagerado nos comentários em seu programa. Todo domingo arruma uma pérola pra disparar, apesar de tudo ser mostrado com certa naturalidade.

Em um dos programas, Silvio praticamente encoxou uma “colega de trabalho”, assim como ele chama as participantes da plateia. Depois de fazer comentários sobre a roupa da moça, o apresentador pediu que ela fingisse estar em um ônibus e deu-lhe uma bela encoxada.

Esse foi apenas um dos episódios exagerados de Silvio, que é conhecido como galanteador. Outro deles ocorreu durante o game de um dos seus programas, em que ele praticamente debruçou no decote da atriz Núbia Oliver.

Apesar das críticas da mídia, Silvio arranca o riso da plateia e ainda cativa o telespectador.


Sarah Murdoch erra nome de vencedora de programa

O reality show australiano Next Top Model foi palco de um erro desastroso da apresentadora e modelo, Sarah Murdoch.

Ao anunciar a vencedora, Sarah disse o nome errado e deu o primeiro lugar para a segunda colocada, Kelsie Martinovich, concorrente de 19 anos, da cidade de Sydney.

Quando Martinovich já havia terminado o discurso de agradecimento, Sarah voltou ao palco e revelou o nome da verdadeira vencedora por votação pública, Amanda Ware, de 18 anos, da localidade de Gold Coast. Foi um misto de constrangimento, decepção e surpresa da verdadeira vencedora.

Segundo a mídia australiana, essa foi a situação mais embaraçosa da TV do país, em que a nora do barão da mídia Rupert Murdoch ficou sem palavras.


Farra da propina no Mato Grosso do Sul

Em uma série de vídeos divulgados pela Internet, o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Ary Rigo, 63 anos, revelou como seria a corrupção entre os três poderes sul-mato-grossenses.

O diálogo foi gravado, provavelmente pelo ex-chefe de governo da Prefeitura Municipal de Dourados, Eleandro Passaia, que atuou como espião durante a Uragano, operação da Polícia Federal que pôs 28 pessoas na cadeia, entre elas o prefeito de Dourados, Ari Artuzi.

Nas imagens, o Rigo diz que a Assembleia repassa R$ 2 milhões por mês ao govenador André Puccinelli (PMDB) que, por sua vez, pagaria ao Ministério Público Estadual para arquivar a investigação. Até um desembargador do TJ-MS estaria na folha de pagamento.

O parlamentar ainda afirmou que há várias autoridades envolvidas no esquema. O procurador-geral de Justiça do Mato Grosso do Sul, Paulo Alberto de Oliveira, determinou a investigação do caso.


Jornalista se envolve em polêmica

Durante o break comercial, Boris Casoy, âncora do Jornal da Band tinha acabado de fazer a chamada da Megasena milionária de final de ano. Quando a Band colocou o vídeo de dois garis fazendo os votos de Feliz Natal, Boris não percebeu que o seu áudio estava aberto e fez alguns comentários preconceituosos sobre os garis. Segundo ele, os dois representavam a mais baixa escala de trabalho.

No dia seguinte, Boris pediu desculpas, o que não impediu que a Fenascon (Federação Nacional dos Trabalhadores em Serviço, Asseio e Conservação, Limpeza Urbana, Ambiental e Áreas Verdes) entrasse com processo judicial contra o apresentador.

O presidente da Fenascon, Moacyr Pereira, exigiu a retratação de Boris na Justiça e ainda sugeriu que o jornalista seja condenado a trabalhar como gari para reconhecer a importância da função.

Fonte