Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia!

Contadores...

Assinar Feed Assinantes

Seguir no Twitter Seguidores

Artigos publicados Artigos

Comentários recebidos Comentários

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Mais um selinho EBA!!!!


Gente, ganhei outro selinho... Não é ótimo? Foi a Thatica novamente... Vou arrumar uma página só para os selinhos o que acham???
Em casa colocarei as perguntas e escolherei 7 blogs para presentear ok???
Beijos e até mais tarde rs...

Gravidez mês a mês!

Não, NÃO sou eu, fiz esta postagempara a Fabi rs... Ela está de 5 meses de umamenina "Iana".
De 3 a 7 horas após a ejaculação: apenas os espermatozóides mais fortes chegam ao óvulo.


Cerca de 20 horas após a ejaculação: um felizardo, forte e viril espermatozóide (você), consegue penetrar no óvulio, fecundando assim o mesmo.


No primeiro dia após a fertilização, as células vão se multiplicando dentro do útero.


4 º dia. Estágio de divisão celular.


Na quarta semana de gravidez as células ficam em um ritmo frenético dentro do útero.


Com 28 dias de gestação o feto parece um calango.


Com 40 dias de gestação a placenta, cordão umbilical e o embrião é formado.





1º mês
Durante o primeiro mês de gestação, o bebê ainda é um embrião em desenvolvimento no útero de sua mãe. Com um tamanho minúsculo e formas indefinidas, o feto é menor que um grão de feijão e sua estrutura se baseia em um aglomerado de células que futuramente ajudarão a formar os seus órgãos.

A mãe começa os primeiros sintomas da gravidez logo no início da gestação, seu corpo está voltado para a formação do bebê e com isso o ciclo menstrual é interrompido. As mudanças no organismo fazem com que a gestante sinta náuseas, sonolência, dificuldades de digestão e dores nos seios.
Nem sempre a gravidez é diagnosticada em seu primeiro mês, algumas mulheres encaram o mal estar como algo natural e desconhecem a gestação. Durante os primeiros 30 dias, aumentam as chances de aborto espontâneo, por isso é importante consultar um médico o quanto antes e fazer o acompanhamento pré-natal.


2º mês
A gravidez é uma fase muito importante na vida de uma mulher, carregar um bebê dentro de si é uma sensação indescritível. O segundo mês de gestação costuma caracterizar o começo da gravidez, na maioria das vezes a mulher nem sabe ainda que está grávida.
É no segundo mês que começam a parecer alguns sintomas como: cansaço, sonolência, náuseas, vômitos, azia, prisão de ventre e desejo de comer alguns alimentos. Quando você identificar esses sintomas, saiba que deve fazer um teste de gravidez.

Logo que for comprovado que você está esperando um bebê, será necessário ir ao médico para fazer alguns exames e começar o seu acompanhamento pré-natal. Logo o volume de sua barriga começará a crescer e você terá novas emoções ao longo dos outros sete meses.


3º mês
No início do terceiro mês o embrião passa a ser chamado de FETO. Os órgãos já estão formados, embora ainda falte muito a se desenvolver. As células cerebrais entram em contato umas com as outras, formando as vias nervosas primitivas. Cerca de 250.000 células cerebrais são formadas por minuto. O bebê é protegido contra choque e pressões externas pela bolsa amniótica que contém líquido. O feto tem movimentação ativa. O coração bate 140 a 170 vezes por minuto. Ao final do terceiro mês, ele mede cerca de 10 cm e pesa 45 gramas.O risco de malformações e abortamento agora são bem menores.
Nessa fase quase todos os órgãos e estruturas do feto estão formados. Eles continuarão a crescer e desenvolver até o parto. Os dedos das mãos e pés já se separaram e os pelos e unhas iniciam o seu crescimento. Os genitais começam a assumir seu aspecto final feminino ou masculino. O líquido amniótico começa a se acumular à medida que os rins do bebê começam a excretar urina. Os músculos das paredes intestinais começam a se movimentar - é o peristaltismo intestinal - contrações no interior do intestino que ajudam na digestão e movimentação dos alimentos. O bebê mede cerca de 9 a 11 cm (da cabeça aos pés) e pesa em torno de 20 gramas.

Seu útero continua crescendo. A boa nova é que ele vai parar um pouco de pressionar sua bexiga e as visitas ao banheiro vão diminuir um pouco. Aproveite enquanto pode, pois no terceiro trimestre, o útero estará tão grande a ponto de voltar a pressionar a bexiga. O mal estar matinal já está sob controle e você já se sente menos cansada. Dores de cabeça e tonturas leves, bem como palpitações são comuns nessa fase graças ao aumento de volume sanguíneo, mas esteja certa de discutir esses problemas com seu médico.
As estruturas que foram formadas nas semanas anteriores, estão crescendo e tomando forma. À partir dessa semana, ou por volta desse período, será possível ouvir os batimentos cardíacos. O instrumento usado é chamado de doppler. Ele magnifica o som permitindo que o mesmo possa ser ouvido fora do seu corpo. (Não é um estetoscópio). O rosto do bebê está cada vez mais parecida com a face humana. Seus olhos foram deslocados para a frente de sua cabeça e suas orelhas estão no lugar correto. Eba!


4º mês
O bebê faz xixi pela primeira vez.
A partir da 14a. semana todos os orgãos internos do feto estão com suas estruturas principais já formadas. O figado começa a produzir o primeiro suco gástrico, e os rins iniciam a produção de urina, que é diluída e formada basicamente de líquido amniótico.
Começam a crescer os primeiros cabelos.
Entre a 15a. e a 16a. semana, os delineamentos do rosto do bebê se definem melhor, com a formação da boca.
A pele que vai se formando é lisa e transparente, e os primeiros cabelinhos começam a aparecer. Como o bebê engole muito líquido amniótico, às vezes ele pode ter soluços.
E também poderá ser flagrado chupando o polegar.
Produz 100 células nervosas por segundo: Neste período, a produção de células nervosas inicia a se acelerar, e as estruturas muscular e óssea prosseguem em seu desenvolvimento, fazendo com que ele comece a se movimentar mais dentro do útero materno.

Qual é o aspecto do bebê: Ao final do 4° mês, o bebê em média mede uns 10 a 12 centímetros e seu peso pode chegar a aproximadamente 200 a 220 gramas, mas ainda não será possível se detectar no ultrasson qual o sexo do bebê.
Qual é o aspecto da mamãe:Ao final do quarto mês, você já poderá mostrar orgulhosa a sua pequena barriguinha, e para algumas gestantes é a fase em que elas conseguem sentir pela primeira vez o bebê se mexendo. Mas nem sempre isso acontece, por isso fique tranquila se ainda você não sentir nada... logo logo você vai sentir!!!


5º mês
Ao redor da 20ª. semana, a mamãe poderá ficar conhecendo através da ecografia, se seu bebê será menina ou menino, pois o exame feito nesta fase consegue delinear os orgãos genitais com grande exatidão. É hora de começar a pensar no enxoval e na decoração do quarto do bebê!!!
Nesta fase, a futura mamãe começará a sentir os movimentos do bebê, cada vez mais intensos. No início, a sensação é como movimentos das asas de uma borboleta dentro de seu ventre. E como ele começa a ter um maior período ativo, em certos períodos do dia, passa também por alguns períodos de repouso.
A pele do bebê, nesta fase, forma a chamada "vernix caseosa" que é uma película de gordura sobre a pele que tem a finalidade de protegê-la. Começam a surgir os pelinhos que irão formar os cílios e as sombrancelhas, assim como os cabelos.

Qual é o aspecto do bebê: Este mês, o bebê cresce bastante, podendo aumentar até aproximadamente 25 cms. e pesar de 340 a 500 gramas. Seu corpo, neste período, já é todo bem proporcional, cabeça-tronco-membros.
Qual é o aspecto da mamãe: Em média, uma gestante deve aumentar aproximadamente 450 gramas por semana no segundo trimestre da gravidez. Ou seja, a cada mês um aumento de mais ou menos 2 quilos. Sua barriga agora já deve estar bem redondinha, seus seios poderão estar já produzindo um pouco de colostro.


6º mês
Nesse período, o bebê já possui o olfato, o tato, o paladar e a audição desenvolvidos. O cabelo já é mais denso e seus movimentos são mais rápidos. Consegue engolir líquido amniótico absorvendo dele o que necessita e encaminha as substâncias sólidas para o intestino. Também elimina os líquidos através da urina e desta se faz a maior parte do líquido amniótico.
O bebê já começa a esticar e então surgem os famosos chutes e cotoveladas que são facilmente sentidos pela mãe. Nessa fase o bebê começa a acumular gordura ganhando peso rapidamente, chegando aproximadamente a ter 33 cm e 750 gramas. Também já está com a cabeça para baixo e os braços cruzados no peito.
A mãe nesse período pode ter suas pernas inchadas, sua pele manchada pelo sol, maiores dores pelo corpo, cansaço, sensação de dormência e outros. É importante nesse período a ingestão de bastante água e outros líquidos além de descansar bastante para que não se sinta esgotada fisicamente.

Podem ainda ocorrer coceiras em todo o corpo provenientes do maior ressecamento da pele, hemorróidas por causa da dilatação dos vasos sanguíneos do local e ainda infecção urinária. Tais eventualidades podem comprometer a saúde da mãe, portanto é necessário ingerir líquidos naturais e utilizar calcinhas somente de algodão (de preferência de cores claras).
A ultra-sonografia nessa fase mostra a estrutura fetal bem como o desenvolvimento e o crescimento do mesmo. Esse é o melhor período para que alguma malformação ou anomalia seja detectada. É importante também que a mãe continue a se alimentar bem, priorizando alimentos naturais e sucos no lugar de frituras e refrigerantes.


7º mês
Apesar da mamãe estar contente por estar cada vez mais proximo do nascimento do bebê, ela se depara com um periodo no qual é preciso ter muita paciência.
O ultimo trimestre da gestação geralmente é marcado por sintomas que já sentiu , mas que são intensificados mais nessa época.
Dores nas costas, inchaço nos tornozelos, dificuldade para respirar e inesqueciveis cãimbras.

O bebê nessa fase mexe bastante, se estica e aperta a bexiga da mamãe.
O bebê já mede cerca de 36 cm e pesa em torno de 1,5 kg e meio.


8º mês
O bebê posicionado para o nascimento.
Nessa fase o bebê brinca com o cordão umbilical, possui seus órgãos funcionando e seus movimentos são mais ativos. Devido o seu crescimento, o espaço uterino fica apertado, dificultando seus movimentos, porém se movimenta e posiciona-se para nascer. O pulmão passa a produzir surfantante, substância que traz maturidade ao órgão. A pele do bebê recebe maior quantidade de gordura e em seu organismo formam-se depósitos de minerais.
A mãe já pode sentir pequenas e indolores contrações que são mecanismos do organismo para prepará-la para o dia do nascimento do bebê. O nascimento é facilitado pela desconexão dos ossos cranianos que permitem a passagem da cabeça pela pequena cavidade.

Nesse período, as visitas ao médico passam de mensais para semanais, pois na maioria dos casos os bebês não esperam até o nono mês. A mãe sente-se cada vez mais ansiosa pelo momento de ver o bebê, podendo ou não provocar alterações de humor na mesma. O bebê já chega a aproximadamente 47 cm e 2,4 kg.


9º mês
A partir da 36º semana de gestação, a mamãe terá de ir ao médico toda semana. Como o nascimento pode ocorrer a qualquer momento é fundamental que se façam os últimos preparativos. Seu médico irá checar seu peso, urina (para averiguar açúcar), batimento cardíaco do feto, altura do fundo uterino, verificar inchaço nas mãos e pés, e muito importante, tirar todas as suas dúvidas e medos.
A partir da 38º semana podem começar a ocorrer as contrações. Seu médico irá te examinar para ver se há dilatação.
No final o bebê estará em média com 50 cm de altura e pesará aproximadamente 3.500 gramas.

Pois é, as gestantes e pais que fizeram o curso vão se sentir muito mais tranqüilas na hora de ir para a maternidade. Já terão visitado a maternidade que escolheram para ter seu parto, já sabem como serão todos os procedimentos quando da sua chegada. Nada melhor do que estar tranquila e segura neste momento tão importante.