Nessie: o verdadeiro tesouro da Escócia!

Contadores...

Assinar Feed Assinantes

Seguir no Twitter Seguidores

Artigos publicados Artigos

Comentários recebidos Comentários

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

O obscuro por trás da Estátua da Liberdade...


Alguns símbolos representam coisas boas, outros  coisas ruins mascarados por supostas “fachadas”.
 
No canal History Channel do dia 16 de dezembro de 2010 foi ao ar uma matéria que deixou muitas pessoas confusas, amedrontadas e com raiva. Depois reprisou mais duas vezes e uma das vezes foi no ano passado, mais ou menos no meio do ano e foi quando eu pude assistir.
 
Todos sabem que a Estátua da Liberdade, na verdade foi um presente de uma sociedade secreta francesa para os Estados Unidos e não do Governo Francês e que seus criadores: Frederic Bartholdi que a projetou, Gustave Eiffel que projetou estrutura de suporte interno e Richard Hunt que projetou o pedestal que foi uma imposição para o presente para que desta forma muitas pessoas pudessem vê-la. Estes três eram maçons, familiarizados com o ocultismo e também com o simbolismo e filosofias dos Illuminati. O estranho é que mesmo sendo considerada um símbolo da liberdade, seus pés sobre o pedestal estão acorrentados. Duvidosa esta liberdade e iluminação mundial não?
 
A princípio era para ser colocada no Egito, porém o Governo Egípcio recusou o presente, então Bartholdi mudou um pouco o design e ofereceu aos Estados Unidos.
 
O nome original era “A Liberdade Iluminando o Mundo” e não “Estátua da Liberdade”, notou algo parecido com iluminando, iluminismo, iluminação? O sol, inteligência, brilho, brilhante, Lúcifer que era um anjo de luz? Percebeu o jogo de palavras? Para eles, o conhecimento é o poder e os demais devem permanecer na escuridão e na ignorância.
 
"Assim, ' Satanás', uma vez que ele deixa de ser visto no espírito supersticioso, dogmático e filosófico das Igrejas, cresce para a imagem grandiosa do que fez um ser terrestre virar um homem divino, que lhe deu, ao longo do longo ciclo de Maha- kalpa a lei do Espírito da vida, e fê-lo livre do Pecado de Ignorância, portanto, da morte " - Helena Blavatsky - A Doutrina Secreta VI, p. 198
"Assim Lúcifer - o espírito da Iluminação Intelectual e da Liberdade do Pensamento - é metaforicamente, o farol guia, que ajuda o homem a encontrar seu caminho através das rochas e bancos de areia da Vida, já que Lúcifer é o Logos em sua plenitude." Helena Blavatsky , HP - A Doutrina Secreta, v. II, p. 162
 
"Tanto o afundamento da Atlântida e da história bíblica da queda do homem significam a involução espiritual - pré-requisito para a evolução do consciente." Manly P. Hall - Os Ensinamentos Secretos de Todos os Tempos p. 83
 
Na realidade existem centenas de enormes “Estátuas da Liberdade” por todo o mundo, na França mesmo existe uma quase igual que também fica em uma ilha, no Rio Sena e foi criada em 18889, apenas três anos após a dos Estados Unidos... Mas não era um símbolo da América?!
 
Alguém já ouviu falar no Colosso de Rodes? Uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo? Ele representava o deus grego Hélios que é o deus do sol, também ficava localizado em uma ilha e de frente para o mar, tinha 107 metros de altura e era representado como um olho que tudo vê, assim como os Illuminati.
"Esta gigantesca figura dourada, com a sua coroa de raios solares e sua tocha erguida, significava ocultamente o glorioso homem sol dos mistérios, o salvador universal”. (Manly P. Hall – Os Ensinamentos Secretos de Todos os Tempos p. 189).
 
Emma Lazarus é mais conhecida por escrever The New Colossus ("O Novo Colosso"), um soneto escrito em 1883, que foi gravado em 1912 numa placa de bronze no pedestal da Estátua da Liberdade. O soneto foi solicitado por William Maxwell Evarts como uma doação para um leilão realizado pela Art Loan Fund Exhibition in Aid of the Bartholdi Pedestal Fund for the Statue of Libertypara angariar fundos para construir o próprio pedestal.
 
O Novo Colosso
“Não como o gigante de bronze de Grega fama,
Com pernas abertas e conquistadoras a abarcar a terra
Aqui nos nossos portões banhados pelo mar e dourados pelo sol se erguerá
Uma poderosa mulher com uma tocha cuja chama
É o relâmpago aprisionado, e o seu nome,
Mãe dos Exílios. Do farol de sua mão
Brilha um braço acolhedor universal; os seus olhos suaves comandam
O porto unido por pontes que enquadram as cidades gêmeas.
“Mantenham, terras antigas, a sua pompa histórica!”, ela clama
Com lábios silenciosos: “Dai-me os seus fatigados, os seus pobres, as suas massas encurraladas
Ansiosas por respirar a liberdade.
O miserável refúgio das suas praias abundantes,
Envia-me estes, os sem abrigo, os arremessados pela tempestade,
Pois eu erguerei o meu farol ao lado do portal dourado”
 
Na verdade a estátua da Liberdade é o Novo Colosso de Rodes, há uma placa visível por fora da mesma afirmando e para fixarem a placa, fizeram uma cerimônia maçônica.
 
"Neste local em cinco de agosto de 1884, a pedra angular da estátua da Liberdade iluminando o Mundo foi colocada com uma cerimônia de William A. Brotte, William A. Brodie, Grande Mestre Maçon do Estado de Nova York. Membros da loja maçônica, representantes do Governo dos EUA e da França, oficiais do exército e da marinha, membros de Legações Estrangeiras e cidadãos ilustres estiveram presentes. Esta placa é dedicada aos maçons de Nova York, em comemoração do 100º aniversário daquele acontecimento histórico”.
 
A tocha que a Estátua da Liberdade segura representa a tocha de prometeu que roubou do Olimpo e deu para a humanidade e que no ocultismo significa Lúcifer.
 
Helena Blavatsky explica em “A Doutrina Sagrada” volume 2 pág. 244 a alegoria de Prometeu que rouba o fogo divino a fim de permitir aos homens prosseguir conscientemente no caminho da evolução espiritual, transformando assim no mais perfeito dos animais na terra e um deus em potencial, e os libertando para tomar o reino dos céus através da violência. Por isto também, a maldição pronunciada por Zeus contra Prometeu.
 
"Lúcifer, o portador da Luz! Nome estranho e misterioso para dar ao Espírito das Trevas! Lúcifer, o Filho da Manhã! É ele quem traz a luz, e com seus esplendores intoleráveis, cega as almas fracas, sensuais ou egoístas? Não duvide disso! " - Albert Pike - Moral e Dogma p. 321
  
Na cabeça da Estátua assim como em sua base há uma estrela flamígera, mas na verdade são chifres em sua cabeça, ao todo sete e representam os raios do sol, irradiando para fora de sua mente, e, simbolicamente, representa as sete artes e ciências liberais, assim uma base de conhecimento essencial.
 
Ela também segura um livro, obviamente símbolo do conhecimento e da informação, mais uma vez se encaixando com o tema do conhecimento e da informação, por que o conhecimento é poder, e é isso que os Illuminati têm.
 
 "Esta serpente, Satanás, não é o inimigo do homem, seja ele quem fez da nossa raça deuses, conhecendo o bem e o mal, ele ordenou 'Conheça a ti mesmo' e ensinou a iniciação. Ele é o 'Diabo' do livro de Troth, e Seu emblema é o Baphomet, o Andrógino que é o hieróglifo da perfeição arcana" – Aleister Crowley - Magia: A Teoria e Prática, p. 193
 
 Em homenagem à deusa da Razão, a deusa do iluminismo e inspirada na revolução, seu rosto fora cunhado como o da própria mãe e o corpo no de sua amante.

Sete é um número cabalístico, para os cristãos o número da perfeição. Ele também está associado a ela. Abaixo de sua coroa de 7 pontas, possui 25 janelas que somando 2+5 = 7. Seu pedestal possui 4 colunas gregas em casa lado 4x4 = 16 > 1+6 = 7.

Na tocha existem “16 folhas” 1+6 = 7. Sua altura é de 151 pés, só que na realidade são exatos 151 pés e mais 1 polegada, ou seja, 151 pés são 1812 polegadas + 1 polegada = 1813 polegadas que divididos por 7 = 259 (2+5+9 = 16 > 1+6 = 7.

Bom, com tantas informações sobre a Estátua seria bem mais interessante dar uma olhada na matéria e tirar suas próprias conclusões...